quarta-feira, 30 de março de 2011

Kaftans Francês ...


Eles fizeram no '1960s 'quando André Courreges e seus desenhos eram o brinde da cidade. Courrege projetou um kaftan de veludo que me parecia que era o kaftan de kaftans - frente V profundo, mangas em forma de sino e um corpo solta que não foi totalmente disforme, mas não apertada também. Esses dias eu não imagino raparigas francesas vestindo kaftans com muita freqüência. Quando eu penso do kaftan, acho que da cor e modelo e solta e fluida e frágil e, acima de tudo eu sonho com o máximo conforto. As francesas não costumam usar padrões. As francesas usam a Marinha, eles usam marinha e listras brancas, que se vestem de preto, usam cinza, eles usam creme e eles vestem vermelho. Raparigas francesas vão apertados e vão estruturada. Raparigas francesas vão clássico com um toque francês e meninas vão sexy. Kaftans para toda a facilidade os seus não são um número de sexy.

Eu quero me vestir como uma garota francesa. Eu quero fazer clássico com um toque e eu, definitivamente, como uma sugestão da sexy, mas também eu amo um kaftan louco. É minha acobertamento de escolha. É o vestido para usar quando você não quer ser vestida. Para aqueles de nós que não os padrões do esporte e as impressões que a nossa hora de ser inundado com a ocupada. Para aqueles de nós que vivem para o neutro eo preto, o kaftan é a nossa celebração do espectro de cores.
Nós não podemos vestir como as francesas o tempo todo .....

André Courreges

As mulheres francesas não usam python?


Alber Elbaz deu um aceno de cabeça muito grande de aprovação para o python este ano e uma rodada de aplausos óbvia para o leopardo raio. Esta montra chamou a minha atenção ... não porque eu poderia ou iria usar todas as peças impressas juntas .... mas porque eu nunca chegaria. Apreciando moda e vestindo moda são duas coisas diferentes .... O primeiro deve levá-lo completamente fora de sua zona de conforto ea segunda deverá plonk você justo no meio dela. Saber que você ama e que trabalha para você é a chave para o estilo de vestir, mas o estímulo visual que talentosos designers como oferecer Elbaz acima é o que mantém uma frescura e toque de modernidade para o nosso estilo.


O estilo não é ageist, o estilo é individual. Parece-me que as mulheres francesas refinar seu estilo constantemente. Como sua decoração interior, eles conseguem misturar itens de contraste para chegar a sua assinatura pessoal. Não há nenhum conjunto de regras que não o restante, único e distinto. Os franceses dominaram a arte de mergulhar dentro e fora das tendências da moda atual, eles tendem a assumir a liderança dos designers sem mergulhar de cabeça. Moderação, como muito sobre a vida na França, é a chave.


Um pouco de Python, um toque de leopardo .... definitivamente ... mas apenas smidgeon. xv


GLOSSÁRIO:
Python é uma linguagem de programação de alto nível[4], interpretada, imperativa, orientada a objetos, de tipagem dinâmica e forte. Foi lançada por Guido van Rossum em 1991.[1] Atualmente possui um modelo de desenvolvimento comunitário, aberto e gerenciado pela organização sem fins lucrativos Python Software Foundation. Apesar de várias partes da linguagem possuírem padrões e especificações formais, a linguagem como um todo não é formalmente especificada. O padrão de facto é a implementação CPython.
A linguagem foi projetada com a filosofia de enfatizar a importância do esforço do programador sobre o esforço computacional. Prioriza a legibilidade do código sobre a velocidade ou expressividade. Combina uma sintaxe concisa e clara com os recursos poderosos de sua biblioteca padrão e por módulos e frameworks desenvolvidos por terceiros.
O nome Python teve a sua origem no grupo humorístico britânico Monty Python,[5] criador do programa Monty Python's Flying Circus, embora muitas pessoas façam associação com o réptil do mesmo nome (em português, píton ou pitão).

terça-feira, 29 de março de 2011

Cabelo De Lado, essa é a Moda!!!


O 'cabelo de lado' está fazendo a cabeça das famosas. Literalmente. Depois de Sandra Bullock, Taylor Swift, Camila Alves e muitas outras estrelas experimentarem o look, foi a vez de Anne Hathaway adotar o estilo. A atriz usou o famoso penteado durante a pré-estreia da animação "Rio", que aconteceu na última semana, no Rio de Janeiro, e arrasou!

Maquiagem Inverno 2011


No quesito maquiagem o inverno 2011 será para lá de democrático. Tendências como: olhos gatinho, olhos esfumados, sombras coloridas, sombras brilhantes, batons coloridos (destaque para o batom roxo), batons nude e gloss são as grandes propostas em maquiagem para a próxima estação.  Uma beleza tão ryca e variada que promete atender a todos os gostos femininos. Confira!
Olhos Esfumados
Os olhos esfumados não são nenhuma novidade em matéria de maquiagem e já faz um tempinho que estão em alta. Nas semanas de moda nacionais e internacionais os olhos esfumados foram destaque na beleza de várias marcas e são presença garantida na beleza do inverno 2011.
Saia do óbvio. Use duas sombras.  Na hora de esfumar elas se misturarão criando um belo efeito.


Olhos Tudo Boca Natural
Outra grande tendência em maquiagem no inverno 2011 será “olhos tudo, boca natural”. Este tipo de maquiagem agrada um grande número de mulheres, pois aposta em um equilíbrio lógico de que quando se destaca o olhar deve-se maneirar nos lábios. Sabe o menos é mais? Eu pessoalmente acho lindo, um aspecto saudável bem fofo.
Sombras brilhantes, sombras coloridas, rímel, olhos gatinho, olhos esfumados, cílios postiços e, muito, delineador são os melhores amigos deste tipo de make.
Os lábios devem ter uma coloração natural e saudável, que dependendo da cor de pele da pessoa, pode ser improvisada com um batom rosinha, laranja ou vermelho (passe o batom depois retire o excesso,  pressionando um guardanapo de papel com os lábios. Por último espalhe o que restou do batom nos lábios com a ponta dos dedos. Lembre-se que a aparência dos lábios deve ser saudável). Você também pode investir na busca de um batom nude (lembre-se que existe um nude ideal para cada tipo de pele).
Agora se você está tristinha, pois adora “olhos tudo, boca também”, com batons bem vibrantes, pode ficar tranquila, pois como falei no inicio do post a maquiagem do inverno 2011 será muito democrática e os “olhos tudo, boca também”, assim como os “olhos tudo, boca nada”,  também farão parte dessa beauty democracia. Logo, logo falaremos sobre essas tendências.
O que achou dos olhos esfumados e dos “olhos tudo, boca natural” na maquiagem do inverno 2011? Gostou?



Verão 2011 De A a Z


Azul Turquesa: O azul turquesa promete estar presente tanto na moda quanto na beleza do verão 2011. Invista em roupas, acessórios e maquiagem (sombras) na cor.
Babados: Roupas com babados, saias, shorts, blusinhas são outra excelente compra para o verão 2011. Os babados em looks românticos (ou não) estarão em alta durante toda a estação.
Batons: Batons coloridos, principalmente os vermelhos, laranjas e rosas farão a maquiagem do verão 2011. Outro detalhe é a tendência matte (batons sem brilho) que também estará em alta. Blazers: A alfaiataria estará em alta durante todo o verão e, mesmo, no calor promete compor vários looks legais. Invistas nos blazers estampados e em tons pastel.
Boots: as sandálias abotinadas no estilo ankle boot, mas bem cortadas e recortadas são uma ótima aquisição para o verão 2011. Cores como: nude, flúor, pastéis e marrom camelo são as melhores escolhas.
Brasileirismo: Estampas com referências regionais, bem brasileiras, são ótimas apostas em estampas para o verão 2011 e têm tudo para durar várias estações.
Chapéus: Os chapéus chegaram como novidade nas tendências de moda do inverno 2010 e, se depender das ultimas semanas de moda, no Brasil vão ficar em alta por um bom tempo. O acessório e fashion e protege a pele do sol escaldante de muitas cidades, creio que é uma ótima aquisição para levantar qualquer look. Cintos: A cintura do verão 2011 é bem marcada, aposte nos cintos, dando preferência aos fininhos em uma vibe meio vintage. Amarrar os cintos em nós é outra tendência que promete fazer a diferença nos looks do verão 2011.
Estampas: Muitas estampas desfilaram nas semanas de moda no Brasil. Aposte nas estampas animais, florais, gráficas, étnicas e brasileiríssimas.

Geometria: Estampas geométricas também são grandes apostas para o verão 2011. Aposte nelas em detalhes, calças, blusas, saias e acessórios.
Insinuação: A insinuação da moda verão 2011 vem em forma de transparências, mas aconselho a maneirar na audácia e mostrar o mínimo possível.
Jeans: Não apenas em calças e shorts o tecido promete ser bastante reverenciado no verão 2011. Invista em camisas, macacões, saias, shorts e macaquinhos feitos no material. Legging: As leggings também apareceram nas semanas de moda do verão 2011 e creio que devem continuar em alta, já que muitas das fashionistas que aderiram ao look adoraram o conforto que as mesmas proporcionam. Aposte nas leggings coloridas e estampadas.
Leopardo: Leopardos e onças são estampas que têm tudo para brilhar nos acessórios do verão 2011. Use-os para destacar looks básicos! Listras:
Macacões e Macaquinhos: No verão 2011 eles são uma grande aposta e têm tudo para invadir as ruas. Nas últimas semanas de moda no Brasil suas aparições foram bem marcantes e as peças são muito praticas e versáteis.

Maxi Colares: Os maxi colares da moda verão 2011 são mais longos que os modelos em alta no inverno 2010 (os maxi colares do inverno 2010 foram volumosos e curtinhos, lembra?). Usar e abusar do acessório em cores e misturando vários materiais são ótimas idéias.
Paletós curtos: Paletós, blazer e casaquinhos curtos são ótimas apostas para o verão 2011, principalmente para as noites, e muitas marcas investiram nas peças, fique de olho!

Redes: Sabe as redes que os pescadores usam? Se encontrar camisas furadinhas ou qualquer peça de roupa no estilo, agarre, pois no verão 2011 elas estarão super em alta.
Saias Cintura Alta: A Saia cintura alta permanece super em alta na moda do verão 2011, vale a pena investir no modelo.
Saias Longas: Elas alongam a silhueta e prometem ter espaço garantido no verão 2011. Invista nas floridas, listradas, texturizadas, brilhosas e étnicas.
Sapatilhas: Coloridas, com detalhes e em estampas floridas e animais (principalmente onças e leopardos) são as melhores aquisições no verão 2011.
Xadrez: A moda xadrez continua em alta no verão 2011, é mais uma tendência que começou forte no inverno 2010 e promete manter-se firme e bem colorida no verão 2011.

ZZZ:Dormir bem é mais do que necessário para uma pele bonita e descansada, então fique de olho em suas horas de sono. Elas são preciosas e não devem ser esquecidas!
Agora que você já sabe quais são as tendências do verão 2011 é só escolher em quais quer apostar para arrasar durante toda a estação. Acredito também que antes de sair correndo para as comprinhas seja uma ótima ideia dar uma boa olhada no armário para ver se ele não guarda agradáveis surpresas.
Quem sabe você não tem algumas, quem sabe até varias, das peças listadas aqui, afinal com todos os vai e vens da moda nunca se sabe!

FONTE:  Moda Verão 2011 de A a Z Todos os Direitos Reservados © 2011 www.DivaDiz.com

domingo, 27 de março de 2011

Renata Mahaz a Grande Estilista Pernambucana

Renata Mahaz
Segundo o dicionário Aurélio, paixão é um sentimento de desejo, um vício dominador que toma conta da gente. E é essa mesma paixão que move a jovem e talentosa estilista Renata Mahaz a criar peças cheias de estilo, regadas a boa energia e muito amor!
Apesar da formação em Arquitetura, ela já sabia muito bem o que queria. No meio do caminho inscreveu-se em um curso de Estilismo no SENAC - já que em Recife ainda não havia faculdade de moda nesta época - e entrou de cabeça neste universo tão fascinante.
A marca
Há três anos ela decidiu então colocar em prática seu mais audacioso projeto: a marca que leva o seu nome. Hoje já comemora o lançamento da sétima coleção. Os vestidos são sua grande paixão e, por isso, suas coleções são repletas deles, em vários modelos e estilos. Mas, além disso, ela também cria blusinhas, saias, shorts e calças, entre outras peças, feitas para mulheres antenadas, bem-informadas, que buscam emoção, afetividade, conforto e estilo na hora de comprar uma roupa, independente do preço ou da idade. Um trabalho diferenciado, principalmente em relação a acabamento e tecidos. "Minhas peças têm sempre um padrão de acabamento diferenciado. Para mim o forro é tão importante quanto o exterior da peça", destaca.
As inspirações
As inspirações surgem do universo particular da estilista como livros, músicas, telas, observações cotidianas, sonhos, lembranças e desejos. Apesar de ter acesso a tudo que está acontecendo no mundo em relação à moda, a criadora não segue as tendências à risca. Seu sentimento é o seu principal guia, mas isso não significa que fica presa a isso. "Não costumo seguir tendências, mas se gostar do que está acontecendo no momento, sem dúvida usarei como referência", complementa Renata.
A loja
"Minha loja/ateliê é uma extensão de mim", avisa Renata. É lá que a estilista passa a maior parte do seu dia em meio a peças de design e móveis herdados de suas avós, que iluminam e energizam ao ambiente. Peças de arte, toys, um belo sofá de antiquário forrado com um tecido moderno e paredes de tijolo aparente fazem parte deste ambiente onde a cor branca predomina, dando um destaque maior para todos esses detalhes que fazem a diferença. Na parte de baixo ficam a loja e a oficina - onde as peças são produzidas sob o olhar atento de Renata. No mezanino ficam o escritório e a sala de criação, onde a criadora também recebe suas clientes e amigas para um café ou um prosseco. A arquiteta e decoradora responsável pelo projeto é Luana Fonteles, uma grande amiga de Renata Mahaz que se formou com ela e dona de um talento e bom gosto incríveis!
Onde encontrar
Suas criações podem ser encontradas em Recife, Brasília, São Paulo, Manaus e Curitiba. O lançamento das coleções acompanha o calendário: primavera, verão, outono e inverno, embora a marca esteja constantemente com novidades. Quem quiser conhecer um pouco melhor o universo da marca pode acessar o site http://www.renatamahaz.com.br/.

sábado, 26 de março de 2011

Profisão: VM (Visual Merchandising)

Imagine a cena: Andando pelo shopping em um dia comum, vendo as mesmas lojas de sempre, de repente, uma loja específica chama sua atenção, como se as manequins da vitrine conversassem com você, te convidando a entrar na loja. Você aceita o convite, e é envolvido por um perfume característico e música ambiente, fazendo com que você, naquele momento, se transporte daquele shopping comum, para um lugar especial. E esse lugar, com a mesma magia da vitrine, vai lhe conduzindo às araras, levando automaticamente às peças; e quando tudo terminar, será uma experiência inesquecível.

E é pra garantir que isso aconteça sempre, que surgiu a profissão de Visual Merchandising.
Esse profissional é responsável pela ambientação do lugar criando uma atmosfera em que o cliente sinta-se  envolvido. Deve também proporcionar uma orientação visual com boa iluminação, e a exposição orientada do produto — que deve ser colocado em um lugar estratégico, para que seja visto, experimentado e comprado da maneira mais fácil possível.
Utilizando técnicas de marketing e design de interiores, consegue entender o que o público alvo da empresa espera. Qual a sensação que ele precisa ter para se sentir a vontade, e finalmente, se tornar um cliente fiel.
Por ser uma profissão relativamente nova no Brasil, os profissionais da área ainda encontram resistência de lojistas que não compreenderam que todo esse serviço é um investimento incalculável para sua permanência solida no mercado da moda e fidelização do cliente.

sexta-feira, 18 de março de 2011

VM de Frutas?! Pois é!!!

FONTE:http://www.needanidea.com.br/

Talvez os “tiozinhos verdureiros” não saibam, mas quando arrumam suas frutas e legumes por categoria, elaboram maneiras interessantes de empilhar, dispor e expor seus produtos, estão fazendo exatamente o trabalho que o Visual Merchandiser  realiza quando concebe os pontos de venda, monta still de produtos ou monta uma vitrine. A banca é expositor e vitrine ao mesmo tempo, e cabe ao “verdureiro” pensar em todos os mecanismos para atrair seu cliente e efetuar a venda, exatamente como o VM trabalha.
É isso mesmo, VM de Frutas, Verduras e Legumes. Isso é uma prova que de o VM não está só na montagem de um manequim ou de uma vitrine. E para conferir essa “arte”, fomos até o lugar mais indicado para isso: o Mercadão de São Paulo.
Clássico, revitalizado, com uma arquitetura incrível que une a construção original com arrojos modernos e acima de tudo muita organização, o Mercadão de São Paulo é mais um cartão postal da cidade e visita indispensável para quem quer tomar contato direto com a cultura paulistana. Nas barracas, pode-se encontrar de tudo: frutas, verduras, carnes, peixes, sementes e cereais, além dos famosos e tradicionais sanduíches de mortadela e pastéis de bacalhau.
Analisar a cultura, a sociedade, a historia e as referências. Transformar tudo em desejo de compra, entendendo o cliente e o público alvo. Isso é o Visual Merchandising, que vai muito além do vitrinismo e da decoração.
Alias, como diz Larissa Moraes, nossa Gerente de Contas, “estão precisando de um vitrinista, lá no século XX!” O VM do século XXI pensa em todos os mecanismos de venda, pensa no mercado e é capaz de atender todo tipo de seguimento. É a evolução!


FONTE:http://www.needanidea.com.br/

E Se Vai “ Ti-Ti-Ti” por Maria Adelaide Amaral

A Jaqueline, vivida por Claudia Raia em “ Ti-Ti-Ti” é, para a Maria Adelaide Amaral, um dos grandes destaques da novela. “Além do Victor Valentim e do Jacques Leclair, que já faziam parte da história da televisão. Sem dúvida, o Julinho e o Thales fazem parte dessa lista e também acrescentaria Stéfany, Lipe e Mabi”, avalia a autora. A trama, que termina dia 19, deixou uma mensagem que, segundo a sua autora, ficou clara no aniversário de Jaqueline. “Naquele episódio tinham héteros, ‘gays’, freiras e ‘drag-queens’. Foi a celebração da tolerância, do afeto e das diferenças”, acredita. Maria Adelaide Amaral avalia que “Ti-Ti-Ti” foi um sucesso de público e de crítica. Apesar da satisfação com o trabalho realizado, a autora não esconde a decepção quando vê possíveis desfechos da novela divulgados. “É muito frustrante para nós e o público saber antecipadamente de um final que lutamos tanto para manter em segredo”, desabafa. As participações especiais tidas ao longo da trama foram idealizadas desde a sinopse. “Mas tivemos a sorte de contar com pessoas que jamais teríamos imaginado, como a Xuxa”, comemora a autora, que começa a trabalhar na minissérie “Dercy” a partir de maio.

Foi bem


 As cenas de perseguição protagonizadas por Guilhermina Guinle e Isis Valverde, em “Ti-Ti-Ti”, na última quarta. Ação da melhor qualidade.     


Foi mal      


As cenas de Claudia Raia e Armando Babaioff cantando em “Ti-Ti-Ti”, também na quarta. A intenção foi boa, mas o resultado final não convenceu.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Personal Stylist



Um uso da historia da moda e dos usos e costumes dos diferentes países, revela que todas as sociedades, das  mais primitivas as mais sofisticadas, usam roupas e ornamentos para transmitir informações sociais e pessoais.
 Assim, quando tentamos ler as expressões faciais das pessoas ao nosso redor, também temos os
 sinais emitidos por suas roupas e podemos inferir, as vezes erroneamente, o tipo de gente que são. Todos
 querem aprender a linguagem do vestir, desejando se comunicar por meio das roupas e usando as a seu favor.
          O Personal Stylist tem como objetivo principal, cuidar da imagem que o cliente irá passar com uma
 determinada roupa, auxiliando-o seu próprio estilo, trabalhando seu visual, para que ele expresse com
autenticidade seu verdadeiro"eu", sempre valorizando suas características de forma harmônica. Segundo
 estudos na área, a primeira impressão que as pessoas tem umas das outras se baseia em sua aparência e
 suas ações, seu tom de voz, e no que se diz, demonstrando assim seres visuais, ou seja, nos primeiros dez
 segundos estamos sendo julgados quanto a classe social, a situação financeira, a personalidade e ao nível de
 sucesso.
 Serviços oferecidos de um Personal Stylist;
           Consultoria de estilo / estilo pessoal;
            Planejamento do guarda-roupa / organização do guarda-roupa;
            Personal Shopper ( acompanhamento personalizado durante as compras);


"Hoje, o coceito de estilo possue o mesmo peso que a palavra tendência".
            Ter estilo é muito mais que vestir grifes ou ser vitima da moda, é se conhecer o suficiente para saber o que pode ou não usar, de caordo com sua personalidade, tipo físico etc...A moda é informação, estilo é alto-conhecimento.

Atualize-se - Visual Merchandising


A tecnologia está presente em todos os lugares, modernizando e promovendo melhorias  nos produtos e serviços que apresentam variedades, antes inexistentes.
Isso agrega valor e aumenta a sua competitividade, despertando necessidades no consumidor e um desejo acelerado por novidades.
Para as empresas modernas, tomar decisões de forma ágil é uma das suas principais competências.
Selecionar e relacionar informações importantes, para reduzir a possibilidade de erros.
A informação é um recurso produtivo, e tem prazo de validade!!! Perdendo seu valor com o tempo.
Afinal , ninguém lê o mesmo jornal todo dia !
Neste momento, onde as idéias e conhecimentos passam a valer mais que nosso simples dia a dia, o mercado e a concorrência apresenta diferente , com muitas novidades.
A rapidez e o avanço da concorrência faz com que as grandes redes utilizem cada vez mais novos
recursos para:
- Sofisticar o produto;
- Baratear seu preço;
- Ampliar a sua comercialização;
Isso possibilita ao cliente comparar os produtos e serviços!
 Exigindo de nossa parte uma modernização constante, para não transformar lojas estáveis em estruturas e produtos antigos e ultrapassados.
A tradição antes vista como fidelidade comercial e ligacões emocionais com os nossos consumidores, hoje se não inovadas serão enfraquecidas...
A velocidade e o excesso de ofertas já não satisfazem !
Precisamos ser rápidos nas nossas decisões e atitudes ...
Cazuza já dizia .... O tempo não para !!!!


FONTE:http://www.i9visualmerchandising.com.br/

A história da vitrine


A história da vitrine remonta o Império Romano, onde já havia lojas em salas retangulares, tendo ao fundo um mezanino como moradia do lojista. Naquela época, já havia a preocupação em expor os produtos em prateleiras e surgiam os primeiros esboços de um shopping center, como o Mercado Trajano, do século II D.C., que tinha seis andares e 150 lojas, organizadas a partir dos produtos que vendiam. Com o fim do Império Romano e a chegada da Idade Média, as lojas praticamente desapareceram, passando o comércio a ser feito em feiras. Foi só na Renascença que o comércio em lojas floresceu novamente, devido à era do Mercantilismo. Os joalheiros e artesãos criaram um tipo de vitrine para expor seus trabalhos, uma versão antiga da vitrine. No século XIX, com a Revolução Industrial, as lojas se proliferaram por toda a Europa e as palavras “vitrine” e “decoração” passaram a entrar em uso. Em 1850, apareceram as primeiras "bonecas de moda", feitas em porcelana e couro. Elas desapareceram quando as manequins, simulando figuras humanas tomaram o seu lugar. Foi no período da Rainha Vitória (1832-1895) que surgiram as vitrines como são hoje: janelas mostrando a mercadoria ao público passante. A partir de 1852 apareceram as primeiras lojas de departamentos em Paris, com vitrines chegando ao nível da rua. As pessoas saíam de casa "para ver vitrines". Os manequins eram feitos com mais de 100 quilos de cera – no verão derretiam, e no inverno, rachavam. Aliás, atribui-se aos franceses como pais da evolução das vitrines, cuja palavra vem do vocabulário francês (em português, o certo seria vitrina). Desde então, além de produtos e ofertas, elas exibem também mudanças de costumes, avanços da tecnologia e reflexos do tempo em que se vive. Na virada para o terceiro milênio, ganham mais arte, mesmo que a loja esteja se convertendo na própria vitrine, como acontece nas “open store”.